Franquia brasileira selecionada para publicação em anuário americano de foodservice

Todos os anos, a Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice (FCSI, na sigla em inglês) escolhe projetos de arquitetura e gestão de diferentes países para publicação na revista Project ShowCase. O objetivo é destacar ideias inovadoras e relevantes. Pelo segundo ano consecutivo, o StudioIno conquistou um espaço no anuário. Desta vez, com o projeto de desenvolvimento da franquia Pizza Makers.

Membros da FCSI de todo o mundo podem submeter iniciativas para avaliação a publicação. Para a edição de 2018, foram selecionados 14 projetos. O trabalho dos consultores Nathalia Sifuentes e Armando Pucci o Hotel Palacio Tangara também foram escolhidos. Esses são os dois únicos projetos brasileiros escolhidos, todos os outros 12 da lista são ações de escritórios norte-americanos.

O que se destaca no projeto para o Pizza Makers

O trabalho do StudioIno com o Pizza Makers começou em 2016 quando o empresário Greg Machado procurou os consultores para tirar do papel a ideia para um empreendimento no qual o cliente pudesse montar a própria pizza.  O StudioIno atuou desde a criação da filosofia até o acompanhamento das obras. O trabalho todo envolveu: desenvolvimento do conceito, projeto de cozinha, projeto de arquitetura e interior, projetos complementares, e projeto de branding, ou seja, nome, marca, uniforme e elementos gráficos da comunicação com os clientes.

A operação do Pizza Makers cria uma nova experiência para os consumidores. A filosofia do restaurante se baseia na cultura “maker”, que valoriza as ideias de “faça você mesmo” e “mão na massa”. Essa abordagem se faz presente em todos os aspectos do restaurante, desde a comunicação visual até a própria arquitetura do espaço.

Pizza Makers hoje conta com cinco unidades abertas no estado de São Paulo. Outros quatro pontos estão em obras e Greg Machado, fundador da rede, afirma que elas devem ficar prontas ainda no primeiro semestre de 2018.

Saiba tudo sobre o projeto do Pizza Makers

Viena Delish na publicação da FCSI

No ano passado, outro projeto do StudioIno também foi selecionado para publicação na Project ShowCase. Naquela ocasião, o desenvolvimento do novo posicionamento do restaurante Viena Delish foi escolhido.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Como é o processo de desenvolvimento de um equipamento para foodservice

Da observação de um problema vem a ideia para a solução. Neste vídeo editado para a Topema Cozinhas Profissionais, o designer Emmanuel Melo fala sobre o processo de desenvolvimento de uma inovação em foodservice. Os produtos em questão são os itens da linha KeepMyFood, uma nova forma de pensar conservadores de alimento.

 

Mais sobre o KeepMyFood

A linha KeepMyFood é composta por conservadores e expositores de alimentos. Os produtos foram desenhados exclusivamente para a Topema. Os equipamentos são feitos em alumínio, aço e vidro temperado, e contam com resistência cerâmica e iluminação em LED.

A Topema destaca algumas vantagens competitivas da linha Keep My Food. Entre elas, forma inovadora de aquecer, leveza, design moderno e fácil manutenção e manuseio.

 

Saiba tudo sobre o Keep My Food  

Veja como foi o desenvolvimento da linha Keep My Food

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Quais são as mais recentes inovações em cozinha?

Os equipamentos vencedores do KI Awards, o prêmio de inovação em cozinha deste ano, estarão expostos na NRA Show, a feira da associação norte-americana de restaurantes, e os diretores do StudioIno Diris Petribu e Emmanuel Melo vão conferir de perto as novidades. O evento será realizado de 19 a 22 de maio, em Chicago, EUA.

A organização da feira informa que a premiação KI destaca os produtos mais revolucionários e inventivos para as operações no BOH. São, por exemplos, tecnologias para melhorar a segurança alimentar do estabelecimento ou maximizar o uso eficiente da água e da energia. O prêmio é entregue há mais de uma década e, esse ano, 22 equipamentos receberam a honraria.

NRA Show

O prêmio de inovação é uma das principais atrações da feira da NRA, mas o evento, um dos mais importantes do setor nos EUA, oferece várias opções de aprendizado, troca de ideias e interação. Um dos maiores eventos de foodservice dos Estados Unidos, a feira está prestes a completar 100 anos, essa é a edição de número 99. A NRA show reúne cerca de 2 mil expositores que, por sua vez, atraem um público de 67 mil visitantes.

Outras programações de destaque, esse ano, serão:

Feira de comida americana: Organizada pelo Departamento de Agricultura dos EUA, esse pavilhão vai mostrar os produtos americanos para exportação.

BAR: um espaço dedicado aos drinks. Novidades em ingredientes, misturas e fornecedores nesse setor.

Pavilhão italiano: pratos e vinhos direto da Itália.

Hub da inovação: espaço dedicado às soluções que combinam alta tecnologia e foodservice.

Prêmio FABI: premiação que destaca os melhores pratos e bebidas do ano.

A National Restaurant Association foi fundada em 1919 e tem sede na capital americana. Atualmente, a associação representa 350 mil estabelecimentos de foodservice pelos Estados Unidos.

Além da visita aos expositores da NRA Show, os diretores do StudioIno vão aproveitar a ida aos EUA para fazer mais pesquisa de campo. “Vamos ver as novidades na feira e os conceitos de foodservice que estão fazendo sucesso nas ruas em Chicago e Nova York”, conta Melo.

 

 

Imagens: NRA Show no Instagram

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

A História do KeepMyFood

Como designer sou curioso e inconformado.

Fui treinado para observar e me colocar na pele das pessoas durante as mais corriqueiras atividades.

O foodservice é o meu cenário predileto de observação e de busca de oportunidade para melhorar a experiências das pessoas.

Diariamente, eu almoço em um restaurante por kg aqui no bairro, perto do escritório.

Vejo a comida nos balcões de self dentro de cubas de aço inox, conservadas em esfumaçados banhos-marias, aquecidos por fogareiro a álcool e exposta aos bocejos dos meus colegas consumidores.

Isso não parece uma boa solução para expor, conservar e servir comida.

Dessa observação nasceu, há cerca de dois anos, o KeepMyFood.

KeepMyFood é um conjunto de equipamentos para a exposição e distribuição de alimentos, aquecidos e refrigerados, que utilizam placas de vidro temperados e decorativos como superfície térmica para conservar a temperatura das comidas. A linha se completa com protetores salivares, expositores built-in, aquecedores superiores e acessórios.

Um encontro casual

No início do ano passado, o StudioIno recebeu a visita do presidente da Topema, Sr. Nelson Cury filho, para tratar de outro tema. O Sr. Nelson viu um protótipo da Bandeja Térmica KeepMyFood aquecendo uma porção de pão de queijo e outros quitutes que lhe oferecemos. De cara, ele se interessou pelo projeto.

O resultado

Após um ano de testes realizados pela equipe de engenharia da Topema, o resultado pode ser visto nas prateleiras das principais lojas do setor e também na internet. As Bandejas Aquecedoras Portáteis foram os primeiros produtos do sistema de distribuição de alimentos KeepMyFood a chegarem ao mercado. Os produtos já estão disponíveis para os restaurantes por kg e para outras operações de foodservice.

Com design simples, as bandejas são fáceis para usar e limpar, não utilizam chama aberta ou combustíveis como réchauds, nem água aquecida como em banhos-maria.

Versáteis e práticos, esses expositores inovam o serviço de distribuição de alimentos de forma segura para o consumo enquanto agregam melhor percepção de valor ao restaurante e contribuem para uma excelente apresentação profissional dos pratos.

Os expositores KeepMyFood atendem a Resolução RDC n. 216, 2004 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com temperaturas seguras para conservação dos alimentos e protetores salivares.

Nós do StudioIno estamos orgulhosos e com certa dose de vaidade por participar desse lindo projeto.

Emmanuel Melo – FCSI, Designer e Diretor do StudioIno.

 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Apex divulga solução de design brasileiro para mercado americano

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) divulgou o projeto desenvolvido pelo StudioIno para a Topema tendo em vista o mercado dos Estados Unidos. O redesign do robô para vendas automática de sorvetes foi realizado para humanizar o produto e torná-lo mais competitivo no exterior.

A matéria da Apex mostra todos os detalhes do trabalho e os objetivos da Topema para crescimento no mercado americano. Leia mais clicando na imagem abaixo:

Design brasileiro para exportação

A projeto para a Topema foi realizado como parte do programa Design Export da Apex-Brasil, do qual o StudioIno faz parte. A iniciativa seleciona, por meio de editais, empresas brasileiras com perfil exportador. A partir daí, o Design Export dá todo suporte, inclusive financeiro, para o desenvolvimento de projetos de embalagens e/ou produtos. O incentivo tem como objetivo aumentar a competitividade das empresas brasileira na busca de novos mercados no exterior.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Topema avança no mercado americano com design brasileiro

O programa Design Export divulgou, recentemente, o case da Topema. A empresa está expandindo o portfólio de exportação com um produto redesenhando pelo StudioIno:

Com uma história de mais de 50 anos, a Topema Cozinhas Profissionais fabrica equipamentos e acessórios para cozinhas em Diadema, São Paulo. A empresa já exporta para os Estados Unidos e, para aumentar a percepção de valor em um dos seus produtos, participou do Design Export para redesenhar o equipamento.

Trata-se do ROBO FROZEN®, produto da linha Innovations que se comporta como uma vending machine totalmente automatizada para a venda de sorvetes, doces e quaisquer produtos consumíveis que podem ser dosados. De acordo com Lourival Nascimento dos Santos, diretor de inovação da Topema, era preciso fazer melhorias no equipamento. “A percepção é de que a máquina atual ainda intimida o usuário. Ela precisa trazer aos consumidores uma experiência de compra agradável e interativa. Nossa intenção foi deixá-la com uma interface melhor e com acabamento perfeito, além de cumprir as exigências de órgãos certificadores nacionais e internacionais”, comenta.

O escritório StudioIno foi conectado à empresa e assumiu o projeto de redesign do ROBO FROZEN®. “O grande desafio era humanizar um equipamento robótico automatizado. Trabalhamos na melhoria da percepção visual, na criação de trilha sonora, nas luzes e na comunicação no ponto de venda. Tudo isso para melhorar a experiência do consumidor”, diz o designer Emmanuel Melo.

 

Informações do Design Export

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

Como aproveitar as oportunidades do mercado de delivery

O surgimento dos aplicativos para pedir comidas em casa fez o negócio de delivery se fortalecer no mercado brasileiro. Entretanto, muitos restaurantes ainda não oferecem o serviço. Ou seja, esse é um setor no qual há muita oportunidade de crescimento. Vamos ver como um empreendimento pode expandir as operações agregando o serviço de refeições entregues em domicílio ao modelo de negócios?

Diris Petribú, diretora do StudioIno, analisou o tema detalhadamente neste artigo para a Infood.

Leia o texto completo abaixo:

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Consultores brasileiros podem fazer exame de Sociedade Internacional de Foodservice em português

Os testes da Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice (FCSI, na sigla em inglês) estão agora disponíveis em português. Anteriormente, as provas só podiam ser realizadas em inglês. Profissionais brasileiros interessados em ingressar da FCSI ou já participantes que queiram subir nas categorias da Sociedade devem entrar em contato com representantes da Sociedade nos EUA ou no Brasil para iniciar o processo.

Emmanuel Melo, diretor do StudioIno, foi o primeiro especialista do Brasil a completar toda a seleção em português, fazendo testes de conhecimento, apresentação oral, sumário executivo da apresentação oral e análise de projeto. Melo faz parte da FCSI desde 2015 e agora chega à categoria mais alta do grupo, se tornando Membro Profissional.

“Eu estou feliz e orgulhoso. Valeu a pena a dedicação e a disciplina para realizar os estudos necessários. Aprendi mais sobre os valores, ética e procedimentos da FCSI, que constituem as regras fundamentais para a formação de um mercado global de consultoria e projetos em foodservice. Desejo, com essa realização, motivar os meus colegas brasileiros a conquistarem também este importante título”, diz Melo.

O designer teve a oportunidade de ser o primeiro a completar o teste em português. Junto com o consultor Raoni Saade, Melo tem participado como convidado da CPSTA, o comitê de normas e procedimentos da FCSI responsável pelas traduções e adaptação dos exames para o português. Saade também completou os exames está aguardando a homologação e anúncio de seu nomeTodo o processo para se tornar membro profissional durou cerca de um ano e os dois especialistas brasileiros não tiveram acesso ao conteúdo antes da realização dos testes. 

Como fazer o teste em português?

Para prestar o exame é preciso ser membro sênior da FCSI. O interessado deve comunicar o interesse para kimberly@fcsi.org aos cuidados de Kimberly Kissel, diretora de educação da FCSI nas Américas.

A FCSI apoia os postulantes a membro profissional com a indicação dos livros para estudo, tutoriais em português para a apresentação oral e para a elaboração do sumário executivo, e também designa um treinador para orientar cada candidato.

Como funciona o teste?

O teste é rigoroso, com prova escrita com 162 questões técnicas, apresentação oral de um projeto ou treinamento, dependendo da especialidade do consultor postulante, e preparar um sumario executivo da apresentação oral.

O que é a FCSI e porque participar?

A FCSI está em atividades desde os anos 1950s tendo adotado o nome atual em 1979. A Sociedade tem representação nas Américas, na Europa, na Ásia, no continente africano e no Oriente Médio. São mais de 1.300 integrantes distribuídos em 46 países ao redor do mundo. Os participantes praticam os valores do grupo, que envolvem buscar educação continuada, colocar o cliente em primeiro lugar e seguir regras de ética profissional.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Soluções para tornar a comida de aeroporto atrativa e prática

Mesmo os passageiros mais apressados podem escolher comidinhas rápidas, saudáveis e gostosas no corre corre entre um voo e outro. Pensando assim, o International Meal Company (IMC) chamou o StudioIno para desenvolver o design e arquitetura de estações de alimentação para aeroportos. O resultado foi o conceito do Grab n’ Fly, uma unidade de foodservice compacta, modular e pensada para as necessidades deste público.

O primeiro Grab n’ Fly, em operação no aeroporto de Guarulhos, foi entregue em dezembro de 2015. Hoje, a marca cresceu e já conta com mais quatro unidades. Duas funcionam atualmente no terminal de São Paulo, uma no aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, e a mais recente, no aeroporto de Brasília.

As inovações do projeto

A operação foi desenvolvida para ocupar pouco espaço e levar oferta de lanches rápidos para as áreas de circulação de passageiros. Para atender essa demanda, foram desenvolvidas soluções simples mas decisivas, explica o arquiteto João Carlos Faias, coordenador de projetos do StudioIno.

O conceito conta com sistema de auto serviço que torna a operação mais rápida. Expositores de bebidas, por exemplo, e gôndolas são abertas e voltadas para o cliente. A unidade foi pensada em módulos que possibilitam diferentes formações e assim, uma adequação maior para a necessidade do consumidor em cada local. É possível ter configuração em ilha, como um quiosque, em forma de “L” ou em “U”. A formação em linha, por sua vez, facilita a venda e a circulação pelos corredores. Os diversos formatos também permitem explorar da melhor forma possível a área de exposição dos produtos.

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Publicação americana vai mostrar inovações de projeto para restaurante brasileiro

O projeto de reconceituação do restaurante Viena coordenado pelo StudioIno foi selecionado para publicação da revista Project Showcase 2017, da Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice, (FCSI, na sigla em inglês). O informativo é editado uma vez por ano e traz ações inovadoras realizadas pelos integrantes da FCSI em todo o mundo. Um grupo de editores recebem as submissões e escolhem apenas 12 para ser detalhadas no anuário. O projeto do StudioIno é o único da América Latina dentre os projetos de design de cozinha selecionados.

Por que o projeto Viena Delish é inovador

O International Meal Company – Imc, detentor da marca Viena, chamou o StudioIno com o desafio de renovar a rede de restaurantes que há 40 anos havia sido bem sucedida em São Paulo. A ideia era atrair nova clientela sem perder de vistas os frequentadores fiéis. Para atender a demanda, o StudioIno coordenou os trabalhos de uma equipe multidisciplinar.

Na primeira fase do projeto, profissionais convidados, junto com especialistas do StudioIno e do cliente, fizeram workshops de reenquadramento e cocriação para pensar um novo conceito para o restaurante. Com a ideia fechada em mãos, foi hora de elaborar os novos menus, projeto da cozinha e do salão, ambientação e comunicação visual.

Todo o trabalho foi realizado em quatro meses de pesquisas, projetos e mais dois de obras. A unidade reformulada do Viena Delish no Shopping Iguatemi foi inaugurada com uma abordagem diferenciada. O local passou a ser um food Market, com diferentes opções de espaços, serviços e menu. Agora, ela servirá de modelo para os outros estabelecimentos da marca no Brasil.

 Saiba mais sobre o Viana Delish

Como o trabalho para o Viena Delish foi selecionado

Para participar da publicação é preciso submeter uma carta de intenção e responder um questionário simples. Caso passe por essa etapa, os profissionais interessados devem preencher um formulário bem mais longo defendendo o projeto e dando todas as informações técnicas como fornecedores, equipamentos e soluções. Além disso, é preciso enviar imagens, layouts e uma lista minuciosa dos itens do projeto.

Este ano, foram selecionadas 12 ações de design e arquitetura para foodservice. Todos são norte-americanos, com exceção do realizado pelo StudioIno. Outros dois projetos de gestão e serviços também estarão na publicação e um deles é brasileiro. É o trabalho para Esquina Grill, conduzido por profissionais da Mapa Assessoria.

A revista Project Showcase é produzida desde 2013 e é distribuída para 10 mil leitores. A edição deste ano será publicada em setembro.

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.